61 mil novos empregos no estado de S. Paulo

 

Número de novos empregos em abril é 95% superior ao mês anterior 

São Paulo concentra 44% de todas as novas vagas de emprego criadas no país, no mês de abril. A informação consta do mais recente boletim do Observatório Econômico do Emprego e do Trabalho da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), segundo o qual, foram criados 119.133 novos empregos no Estado, naquele mês.

O número de vagas criadas no Estado de São Paulo foi 95% superior ao registrado no mês anterior, quando foram gerados 61.001 novos postos de emprego. Todas as 15 regiões administrativas do Estado tiveram resultados positivos. O destaque foi a Região Metropolitana de  Campinas com a criação de 21.363 novas vagas, ou 18% do total do Estado.

A região de Bauru teve o segundo melhor desempenho, com 8.796 novas vagas de emprego. O menor crescimento se deu na Região Administrativa de Barretos, com 401 novos postos de trabalho. A maioria das vagas foi preenchida por jovens de até 29 anos (65%) e por pessoas com escolaridade de nível médio (68%).

O desempenho nos últimos 12 meses até abril de 2011 registrou um crescimento líquido de 616.671 postos de trabalho. Desse total, 365.860 vagas, ou 59%, foram criadas no Estado de São Paulo. Em comparação com o mesmo mês do ano anterior, os números de empregos gerados foram bastante parecidos. Em abril de 2011 foram criadas 119.133 vagas contra 119.844, de abril de 2010.

Variação segundo ramo de atividade

O ramo de atividade de maior absorção de mão de obra foi a da Indústria de Transformação (quase 36%), seguido da Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca e Aqüicultura (19,5%), Transporte, Armazenamento e correio (14,4%). Essa três atividades em conjunto criaram 69.922 novas vagas, o correspondente a 59% dos novos postos de trabalho.

Média salarial dos admitidos

A média salarial dos novos contratados, no entanto, apresentou declínio em relação ao mês de março de 2011. O salário médio dos admitidos diminuiu 0,7% no Estado de São Paulo, sendo o maior valor pago na Região Metropolitana de São Paulo, de R$ 1.146, e o menor, R$ 753, na Região de Araçatuba, a média foi de R$ 1.013.

O Observatório

O Observatório Econômico do Emprego e do Trabalho da SERT analisa mensalmente o desempenho do mercado de trabalho no Estado em cada um dos 645 municípios do Estado. Os dados analisados nessa edição são o do Caged atualizados até abril e também da Rais/2008, a mais recente versão disponível dessa série.

A versão completa do Boletim mensal de Abril de 2011 do Observatório do Emprego e do Trabalho da Secretaria de Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de São Paulo está disponível no site www.emprego.sp.gov.br

As análises são apresentadas em boletins mensais e abordam os seguintes temas: variação no emprego por região e setor; salário médio dos admitidos; pressão salarial; rotatividade de mão de obra; análise ocupacional de emprego; perfil da variação do emprego e municípios em destaque.

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: